Dia do Consumidor: a verdade oculta e como lidar com ele

Quem é consumidor põe o dedo aqui..
Poisé, neste mundo capitalista selvagem atual aparentemente somos conduzidos a sempre consumir. Se estamos tristes, compramos uma peça de roupa para trazer felicidade. Se estamos ansiosos, compramos um doce pra distrair a ansiedade. Se estamos sem fazer nada, compramos alguma coisa por simplesmente não termos nada para fazer.. Realmente a onda avassaladora do consumismo se apoderou de muitas de nossas vontades e atos, não temo negar.

E em meio a este comportamento moderno comprativo humano, as lojas em retribuição e reconhecimento pela nossa dedicação em comprar e consumir bens, decidiram criar esta linda homenagem a todos nós: seres consumidores humanos!
Criar este dia é mais que um marco, uma homenagem, é a instituição do nosso poder, reconhecimento dos nossos direitos e empoderamento das nossas atitudes como seres não alienados e com vontade própria (não consumidora)!

Só que não é bem assim.. Na verdade isto é o que deve estar nos livros, mas a vida real e dura é um pouquinho diferente.

Assim como o dia das mães, dia dos pais, dia das crianças, dia dos namorados, dia do cachorrinho, dia da sogra (este pode ser o próximo, mas é pouco provável) e até mesmo o natal com o lindo papai noel e seus PRESENTES, o dia do consumidor nada mais é que uma jogada de marketing! Eu sei, é decepcionante..

Matando a decepção consumindo as compras
Matando a decepção consumindo as compras

Calma ai, também não precisa consumir mais.. Antes, vamos entender o cenário logístico em questão.

O que acontece é que o primeiro semestre era um desastre para as grandes lojas. Tirando as grandes liquidações de começo de ano, as mercadorias ficavam esturricadas ao longo dos corredores não gerando nenhum retorno e apenas despesas. Não podia ser diferente né!? Todos (como bons brasileiros!) sabemos que janeiro é mês de IPTU, IPVA, Seguros, Renovação disto, reajuste daquilo.. E se sobrar algum dinheirinho (este nem que tenha que emprestar pra pagar no decorrer do ano) tem férias, verão, curtição, alegria, praia, sol.. ah que saudades! Com tanta coisa boa na cabeça e pouco dinheiro no bolso, pra que precisarmos de terapias nos carrinhos de compra?

Aí vem Fevereiro.. bom, precisa nem falar do efeito do carnaval em nossas vidas (no meu caso particular, quase um mês depois, estou sentindo até hoje). Realmente o ano só começa pra valer depois do carnaval! Só que começa pra valer mesmo, e com o bolso zerado. Todas as dívidas parceladas começam a vencer e bem nesta época vem o leão do imposto de renda dar uma bocadinha a mais no nosso suado dinheirinho (se é que ainda tínhamos).

Enfim, por estas e outras todas as datas importantes do consumismo foram ao longo dos tempos sendo levadas para o mais longe possível do começo do ano, que era quando os consumidores tinham bala na agulha pra comprar. Já reparou que dia das crianças, black friday e natal são respectivamente em Outubro, Novembro e Dezembro?

As únicas datas do comércio que sobraram no primeiro semestre foram Páscoa (esta não tinha como mudar MESMO!) e dia das mães. Aliás, o dia das mães também surgiu com este intuito de “trazer mais vendas para o primeiro semestre”, mas isto é história para outro conto.

presenteando a a mamãe
Ah como é lindo e puro uma criança dando presente pra sua mamãe..

Não contentes e satisfeitos, os grandes lojistas tinham que bolar um jeito novo para incentivar nosso consumismo (até parece uma trama de um filme de terror hehehe) e eis que surge a cartada: a criação do dia internacional do consumidor no dia 15 de Março. Lógico que sob um discurso de conquista de direitos, poderes dos consumidores, quando na verdade a gente sabe que a história é um pouco diferente. Na verdade, o dia do consumidor só foi efetivamente instituído no Brasil em 2014. A iniciativa foi do Buscapé, a fim de, advinha: incentivar o consumo no primeiro semestre!  A data é tão manipulada, que a princípio o dia do consumidor do Brasil seria dia 16 de Março, mas aparentemente as desculpas não foram suficientes.
Portanto 15 de Março é dia do Consumidor, mas na semana que cai o 15 de Março, temos a semana do Consumidor, e, claro, Março é o mês do consumidor. Os anos 2000 só não o milênio do consumidor porque senão iria ficar enjoativo demais.

Neste ponto, depois de tantas verdades reveladas não sei se choro, dou risada ou compro uma bike. Mas também não é pra desacreditar do mundo e ir contra o sistema. Como diz minha vozinha: “Se não pode com eles, junte-se a eles”.

O meu conselho para esta data é: se é pra ser assim, porque não comemorar este dia? Ou melhor, porque não comemorar consumindo mais? (lógico que gastando menos, porque o importante não é deixar de consumir, mas consumir pagando menos!)

sacolas cheias de compras
Já que é pra consumir, vamos consumir de forma profissional

É triste sabermos desta manipulação, mas é possível sim tirar vantagens. Na verdade, de fato há promoções muito boas nesta data em praticamente todas as lojas onlines. Sem falar claro que há cupons de desconto para o dia do consumidor.
Eu particularmente confesso que me entrego ao sistema e acabo fazendo  umas comprinhas básicas. Inclusive no meu planejamento financeiro, esta é a primeira data reservada para as compras em massa. É a hora de repor os estoques, preparar para o inverno sem compras e talvez retornar às compras apenas no dia das mães.
Tanto que acabo de fazer uma atualização. Fiz um post mostrando como economizei 60% em meu pedido em minha compra na semana do consumidor.

Realmente não dá para ver as coisas apenas pelo lado negativo. Em tudo há motivos para ser engraçado. Como por exemplo este vídeo do Buscapé (aquele mesmo incentivou esta data aqui no Brasil) divulgando um dia do consumidor inventado como 16 de março.

Certo caríssimos consumidores. O que tem a dizer-lhes é parabéns pelos seu dia! Em meio a tantas coisas ruins, até o mínimo deve ser comemorado.
Realmente somos nós quem movimentamos esta roda e merecemos nosso reconhecimentos em forma de descontos e promoções. Não podemos ficar parados em meio a este turbilhão de manipulação, então vamos às compras!

Abraços e nos vemos no shopping mais próximo!

Anúncios

Autor: cacadordeofertas

Eu sou um caçador nato de ofertas, cupons, descontos e vantagens. Há pelos 7 anos venho fazendo de tudo para economizar em todas as minhas compras. Participo de diversos grupos, programas de vantagens, pontos e tudo mais. Em média pago 10% a menos em tudo que vou fazer e muitas vezes consigo descontos superiores a (pasmem) 50%! Quero passar todo este meu conhecimento para cada um de vocês através deste meu blog. Vamos economizar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s